Polícia

Errata: ex-policial procurado por matar estudante de Teresina era da PM do Piauí


20/04/2017 12:03:40 - Atualizado em 20/04/2017 17:08:17         2368



ERRATA: O ex-policial militar Igor Gabriel de Oliveira Araújo pertencia aos quadros da Polícia Militar do Piauí (PMPI) e não do Maranhão, como citado anteriormente na matéria.

 

O ex-policial militar Igor Gabriel de Oliveira Araújo, agora foragido da justiça

 

As policias civil e militar do Piauí e Maranhão estão à caça do ex-policial militar Igor Gabriel de Oliveira Araújo, que teve um mandado de prisão expedido pela juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, titular da Primeira Vara do Juri de Teresina (PI). Igor é acusado de matar a tiros o estudante Alan Lopes Rodrigues da Silva, 26 anos. O crime ocorreu por volta das 4h do dia 20 de fevereiro de 2016, dentro de um posto de combustíveis na Avenida João XXIII, na Zona Leste de Teresina. A vítima era filho de um oficial de justiça.

 


Na época do crime, Igor era soldado da Polícia Militar do Piauí e estava lotado no 7BPM. Ele foi expulso da corporação, tendo sido a decisão publicada no Boletim Geral da PMPI no mês de maio de 2016. O soldado respondeu a um processo administrativo instaurado pela Corregedoria após ser preso pelo crime. Além do homicídio, o ex-policial também era investigado pelo Ministério Público por abuso de autoridade e tortura na cidade de Parnaguá (PI).

 

COLABORAÇÃO - A Divisão de Capturas da polícia Civil do Piauí pede a colaboração da população no sentido de denunciar o paradeiro de Igor Gabriel de Oliveira Araújo através dos telefones: (86) 98848.8772 e (86) 99957.4393. A Polícia Civil do Maranhão também poderá ser acionada pelo “Whatsapp denúncia” da Delegacia Regional de Caxias: (99) 98208.5405. A identidade do denunciante será mantida no mais absoluto anonimato.

 



Fonte: Ricardo Marques, direto da Redação

Veja outras notícias em sinalverdecaxias.com. Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

COMENTÁRIO



VEJA MAIS
ENQUETE

Você é favor pela adesão à greve geral contra reformas prevista para esta sexta-feira, dia 28?